Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Pai da Matilde

Sou o pai da Matilde e ser o pai da Matilde é tudo o que quero ser.

O Pai da Matilde

Sou o pai da Matilde e ser o pai da Matilde é tudo o que quero ser.

21
Nov16

Palavras que nos definem


O Pai da Matilde

DSC06172.JPG

 

No dia 22 de junho de 2013 ouvi pelo telefone chamares pela primeira vez pelo papá, antes disso dizias muitas vezes “dadá”, eu brincava que era papá em inglês, desta vez e noutras mais, chamaste-me “papá” e nunca uma palavra me definiu tão bem, sou e serei sempre o teu papá.


Ao longo do tempo vincaste bem essa palavra e com 12 meses gritavas “ó papá!” em alto e bom som para toda a gente ouvir, como se tivesses orgulho em que eu fosse o teu pai. Aos 13 meses chamavas-me também Caco quando eu não respondia quando me chamavas “papá”.

 

Com 15 meses chamavas-me “Caco”, “Papá”, “Pai”, chamavas-me e quando eu não respondia perguntavas se eu estava "sudo" (surdo), quando eu cantava na brincadeira tu chamavas-me “tonto”. É maravilhoso constatar que desde tenra idade já tinhas um sentido de humor apurado.


Aos 18 meses para além de todos os outros nomes já dizias o meu nome na perfeição.


Nessa altura, à tua mãe chamavas “Cáquia”, “Mamã”, “Mãe”, querias muitas vezes ir para o colo dela para comeres da nossa comida e davas-lhe umas festas muito ternurentas em sinal de agradecimento. Aos 18 meses também já dizias perfeitamente o nome dela e já sabias a maioria das cores.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D