Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Pai da Matilde

Sou o pai da Matilde e ser o pai da Matilde é tudo o que quero ser.

O Pai da Matilde

Sou o pai da Matilde e ser o pai da Matilde é tudo o que quero ser.

30
Nov16

recordações de uma fofinha – parte 1


O Pai da Matilde

DSC08971.JPG

 

Embora 4 dentinhos do teu maxilar inferior estivessem a anunciar a sua saída há mais de 2 meses e depois de termos passado várias vezes água salgada nas tuas gengivas, foi no dia 23 de junho de 2013 que nasceu o teu primeiro dente e foi na Fuseta, no Algarve. Nasceu no maxilar inferior na zona central e passados uns dias nasceu outro imediatamente ao lado, cada dia que passa estás mais linda.


No dia 6 de agosto de 2013 perdeste o medo e começaste a gatinhar para a frente, antes disso era apenas para trás que te aventuravas, desta vez deste o impulso necessário para te movimentares na minha direção.


No dia 4 de setembro de 2013 vais para a creche pela primeira vez, felizmente durante pouco tempo porque decidimos, passados dois meses, que ficarias em casa comigo, foi a melhor decisão que tomámos. Lembro-me de ter óculos de sol e não conter as lágrimas ao deixar-te pela primeira vez e tu, como se nada se passasse ficaste toda sorridente com pessoas que não conhecias.


Noutros dias também tu choraste quando te deixei.


Todas as noites, antes de me ir deitar, ia ao teu quarto olhar para ti antes de ir dormir porque me fazia sentir bem e em todos esses dias tu pressentias a minha presença por mais silencioso que eu tentasse ser, mexias-te sempre e não poucas vezes abriste mesmo os olhos.


No dia 12 de outubro de 2013 deste os teus primeiros passos sozinha, a tua mãe de um lado eu do outro e tu sem apoio deste 2 ou 3 passos na minha direção como quem quer deixar de ser bebé, nós tivemos muito mais medo do que tu, que parecias decidida a deixar de o ser. Demoraste mais uns dias para que tivesses a tua independência quase total e não parasses quieta de um lado para o outro, essa independência começaste a adquiri-la em meados do teu 12º mês de vida, por mais que andássemos atrás de ti, volta e meia tinhas uma nova nódoa negra, muitas das vezes nem sabíamos a origem da mesma.


No dia 6 de novembro de 2013 contaste à tua maneira até 5, fartei-me de rir com a entoação que deste aos números, continuo e continuarei sempre a espantar-me com a tua perspicácia e inteligência.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D